quarta-feira, 4 de abril de 2012

A viúva de Naim e o encontro com a vida.


A viúva de Naim e o encontro com a vida.

Paz e graça a todos em nome de Jesus!

Para nosso elevo espiritual quero meditar com você em mais uma maravilhosa historia bíblica. Boa leitura!

"E aconteceu que, no dia seguinte, ele foi à cidade chamada Naim, e com ele iam muitos dos seus discípulos, e uma grande multidão;
E, quando chegou perto da porta da cidade, eis que levava um defunto, filho único de sua mãe, que era viúva; e com ela ia uma grande multidão da cidade.
E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima compaixão por ela, e disse-lhe: Não chores". Lucas 7:11-13.


O filho da viúva de Naim



Caro irmão e amigo, amada irmã e amiga, na Bíblia encontramos de forma detalhada cerca de 35 milagres realizados por Jesus, na verdade existem inúmeros milagres operados por Ele que não foram registrados com detalhes, conforme disse o apóstolo João, "Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia conter os livros que se escrevessem. Amém". João 21:25, porém, o que aconteceu na cidade de Naim me chama a atenção pela preciosa mensagem que o tema apresenta. 

A Viúva.

Na cidade de Naim (Israel) havia uma mulher que passou por momentos de muita dor e sofrimento devido a morte de seu marido, essa mulher agora viúva, era mãe de um único filho que de igual modo sentia também a falta do pai. 
Segundo o costume judaico quando um chefe de família morria, o seu primogênito, ou seja, o filho mais velho ficava responsável por toda família, o primogênito era o sucessor herdeiro de tudo que o pai havia produzido, tanto os bens como as dividas e obrigações. Sendo assim, aquele rapaz havia se tornado o "sustentáculo" do lar e com a responsabilidade de trabalhar para suprir e proteger a família. 
Para aquela pobre mulher aquele filho era tudo que restou, era seu amparo e consolo, o seu protetor. A presença daquele moço tinha um peso muito simbólico na tradição judaica e muito importante do ponto de vista pessoal e social para aquela mulher, afinal de contas, ele lhe fazia sentir amparada, protegida e consolada pela perda de seu marido.
Mas, caro leitor (a), aquela viúva não imaginava que o dia mais triste de sua vida, e também o mais feliz ainda estava por vir, afinal de contas nenhum pai ou mãe espera enterrar seus filhos, é normal que os pais morram antes que os filhos, né verdade? Mas, essa máxima não se deu nessa ordem no lar daquela viúva.
A Bíblia nos revela que o filho daquela viúva também morreu e tamanha foi a sua angustia e desespero, quem sabe dizia aos prantos: "Oh Yhaweh porque levaste meu filho?" "E agora que será de mim? Não tenho mais ninguém!" A Bíblia não revela se já havia muito tempo que o marido daquela mulher tinha falecido, e agora perdera também seu único filho, aquele que lhe dava amparo, proteção e mantimento, a pobre viúva perdeu o seu único herdeiro que dava continuidade a família e a memória de seu pai naquela sociedade. Só quem já passou por perdas como essa pode imaginar o quanto aquela mulher sofria e como estava desesperada com essa tragédia. Como Naim era uma cidade pequena e certamente todos os moradores se conheciam, provavelmente muitos ali chegaram na tentativa de confortar e consolar aquela mulher.
Se despedindo, aquela viúva beijou seu filho, chorou sobre ele, chamou-o pelo nome e nada podia ser feito, ele não podia ouvi-la, estava tudo acabado, estava sozinha em meio à multidão, e naquele momento ela percebeu que tinha encontrado a morte em seu lar pela segunda vez, se sentia impotente diante de seu morto.
Como de costume os vizinhos e conhecidos apresentaram suas condolências e sentimentos na tentativa de confortar a pobre viúva, mas, a dor e o sofrimento daquela mulher eram demonstrados no choro contínuo e nas lamentações, e por mais que desejassem nenhum deles puderam resolver o problema daquela viúva. Só Jesus! "E Jesus, olhando para eles, disse-lhes: Aos homens é isso impossível, mas a Deus tudo é possível." Mateus 19:26.

As Multidões

Nessa passagem bíblica notamos o encontro de duas multidões. 
A primeira é representada pela viúva que juntamente com os moradores de Naim iam enterrar seu único filho com uma multidão onde só havia dor, tristeza, angustia e sofrimento, e esse pavor era gerado pela ausência de esperança, pois não lhe restava mais nada senão enterrar seu filho. Atualmente essa multidão é representada por pessoas que vivem na prática do pecado, prostituição e rebeldias, orgulho e ganâncias, pessoas que não se submetem a Deus e adotam para si um estilo de vida imoral. “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor”. Romanos 6:23.

A segunda multidão é representada por Jesus. Quem está nessa multidão está feliz e alegre por está na presença de Cristo, por contemplar grandes sinais e maravilhas, por gozarem o perdão de Deus e a Libertação. Atualmente essa multidão é representada por pessoas que tiveram um encontro com Jesus Cristo e foram esclarecidos com a luz do evangelho deixando para trás todo "legalismo religioso" e vivendo a liberdade com maturidade e temor a Deus. 

Queridos (a), eu não sei em qual das multidões você se encontra, mas, se porventura você se encontra na "multidão que gera morte", venha agora mesmo para a "multidão que gera vida", venha para Jesus! “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei”. Mateus 11:28. Lembrem-se, todos nós um dia teremos que cruzar com a morte e é muito importante que quando isso acontecer estejamos com o SENHOR Jesus ao nosso lado. “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá”. João 11:25.

Quando as duas multidões se encontraram, Jesus viu a mulher moveu-se de íntima compaixão por ela, e disse: Não chores. "E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima compaixão por ela, e disse-lhe: Não chores".
Tenho certeza que durante o velório os vizinhos e conhecidos da viúva já haviam dito essa frase (não chores) dezenas de vezes, na tentativa de confortá-la e mostrar apoio, mas, agora àquela mulher percebeu que essa frase tinha algo a mais, ela percebeu algo diferente, ela sentiu que aquelas palavras traziam um poder imenso que lhe tocava o coração e transmitia paz e segurança, "E disseram um para o outro: Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos abria as Escrituras?" Lucas 24:32.  E logo descobriu que Aquele que lhe falava era o Filho de Deus, Jesus Cristo.
O “Não Chores” de Jesus chegou no coração daquela mulher da seguinte forma: "Filha eu conheço todo o seu sofrimento e a sua vida e vim para te ajudar!”
Em seguida Jesus mandou parar o cortejo tocou o defunto e o morto reviveu para glória de Deus. Aquele encontro foi marcado por fortes emoções, o moço estava vivo e atônito sem entender nada, e ao seu lado sua mãe radiante de alegria e felicidade o beijava e o abraçava com toda força que lhe restava. Ela abraçada com seu filho amado, não parava de agradecer a Deus e glorificar o seu santo Nome, o milagre tinha acontecido e a viúva não se continha de tanta alegria e gratidão. Quando a multidão que acompanhava o cortejo fúnebre viu o moço reviver, ficaram tomados de espanto e com temor glorificava ao Senhor Deus e diziam: Um grande profeta se levantou entre nós, e Deus visitou o seu povo. “E de todos se apoderou o temor, e glorificavam a Deus, dizendo: Um grande profeta se levantou entre nós, e Deus visitou o seu povo”. Lucas 7:16.

Queridos (a), às vezes os problemas vem sobre nós de tal forma que achamos que tudo está perdido e a cada dia que passa as dificuldades só aumentam. Na verdade o fato de estarmos na multidão errada, acaba nos influenciando e nos impedindo de ver a solução de nossos problemas em Jesus. Está na multidão onde não há esperança de certa forma acaba nos atingidos roubando nossa alegria e nossa paz. Não pense que está tudo perdido, que não tem mais jeito, acredite, Jesus Cristo é o mesmo e com certeza tem visto toda sua vida, todos os seus problemas e dificuldades, e assim como ele fez àquela viúva, fará em sua vida também. Não chores. Ele quer te ajudar! “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente”. Hebreus 13:8.
Atualmente existem milhões de pessoas semelhantes àquela que seguia a viúva de Naim, sofrendo com filhos desviados do Santo Caminho, ou com filhos envolvidos com drogas, álcool e outras mazelas, talvez você seja um dos que estão na multidão errada e percebe que a cada dia que passa as coisas se tornam ainda piores, certamente você vem falando, já aconselhou e deu carinho e infelizmente nada muda. Jesus te diz agora: Não Chores!
Acredite, suas lágrimas são todas assistidas por Deus! Saia dessa multidão sem esperança e de sofrimento e venha agora mesmo para Jesus, às vezes os problemas são tão grandes e você se sente tão limitado (a) e impotente que a sensação que você tem é de está dentro de uma cisterna ou poço, mas, mesmo ali, Deus lhe estende a mão. “ESPEREI com paciência no SENHOR, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor. Tirou-me dum lago horrível, dum poço de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos”. Salmos 40:1, 2. Clame a Ele com fé pois nada está perdido. Deus te ver agora aí onde você está e conhece o mais profundo do seu coração, pode confiar. "Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele tudo o fará." Salmos 37:5.
Jesus jamais te deixa só, acredite!
Que Deus em Cristo te abençoe e te guarde sempre e para sempre.

Fique na graça que é melhor que a vida.

Cláudio Martucelli


 Plágio é crime! Não copie sem autorização.

Postar um comentário